quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Sacanagem hem?

Bicho Castanho Guloso Filho da Puta diz:
Hoje em dia a boa música não passa na rádio, se curtes Nightwish, Rise Against, Deftones, Breaking Benjamin, Slipknot, whatever, és um nerd expulso da sociedade; ser cool é ouvir merda engarrafada tipo Lady Gaga e essa shit.

Cabrão Anão do SLB com Hemorróidas diz:
Há uma boa rádio chamada mp3 e o que os Breaking fizeram foi darem o cu aos Surrogates para ganharem umas massas e uns pintelhos de fama, mataram completamente o seu estilo de música! Não tarda nada tudo o que passa na rádio é gay-rock prás putas e putos ouvirem enquanto rolam na sua Zundapp prá escola!

Bicho Castanho Guloso Filho da Puta diz:
BULLSHIT, BB nunca foi comerciam e o som é o mesmo pah, e já quase todas as bandas se venderam a soundtracks de filmes. A única rádio onde ouvi BB foi na Vonyc Sessions, que das 18 ás 8 da madruga só dá Armin van Buuren e Paul Van Dyk Trance e o resto é rock. Um exemplo é Metallica, até 1990 e guaraná com rolha foi awesome, depois veio St. Anger e fudeu tudo, isso sim é dar o cu!
P.s, já que falo dela, já comia o cú à Lady GaGa.

Cabrão Anão do SLB com Hemorróidas diz:

O som é o mesmo só pra quem quer páh!
Metallica rulz, Limp Bizkit sucks, isso é merda rap/punk-rock ou nu-metal ou essa shit, isso sim é um cú bem dado!
E aquela merda da selfish love dos tugas, que vendeu uns singlesitos ás pitas/putas abertas da sociedade com aquela merda da Eurodance, isso é que é dar o cu!
P.s, foda-se Melo, tinhas que falar em comer o cú!

Bicho Castanho Guloso Filho da Puta diz:

Eu gosto de Eurotrance ._.

=( SAD PANDA FACE.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Arte semi-interessante

Minha gente, estou de volta, com duas obras de arte do meu sketchbook antigo que estava perdido debaixo da minha cama. Esta, feita em Outubro de 2008, é uma obra representando uma Draenei (GOOGLE IT!) que fiz quando estava aborrecido em Arte, com carvão, lápis HB e dedos.


Já a próxima, bem, realmente não tenho desculpa, foi em Dezembro 2008, já tinha acabado com a Sara e andava algo carente no departamento sexual. Digamos que foi a minha 'fuga'. Feito com lápis e pastel cinzento.

domingo, 1 de novembro de 2009

Odeio pessoas.


Liberdade de expressão acerca do Salazar é muito bonito quando não se viveu no seu jugo, não é?

Ora bem, sabendo que provavelmente a senhora vai ler isto, e mesmo que não o faça, vai haver algum cabeçudo que o vai fazer e contar-lhe.


Tudo bem, eu percebo que a senhora adore o governo de Salazar, o famoso 'Estado Novo'. E talvez a sua opinião esteja algo alterada devido ao facto da senhora estar casada com um sobrinho desse homem, como a senhora admitiu. Tudo bem, gosto dessa coragem.

Agora isto não me impede de pensar de forma oposta.

Vamos lá analisar isto racionalmente (Eu sei que lhe custa, mas vá lá, faça um esforcinho, a senhora consegue!):

Primeiro:
"Ah e tal o Salazar foi um coitado, era professor de Economia em Coimbra, foi o Governo pedir para ele ir, óspois teve de ir a mãe dele mais o padre, e ele foi, nem sabia nada, atão se era professor de Direito (wtf?) em Coimbra, ia saber algo de governo?"

E não me negue, isto foi a senhora que disse numa aula, que eu posso ser muita coisa mas surdo ainda falta um bocado.

Mas enfim, vou alterar um pouco o tema, e atirar aqui alguns factos.

"Na Guerra Civil Espanhola, deflagrada em Julho de 1936, Salazar, alinhou-se com o General Francisco Franco, enviando forças militares portuguesas para Espanha (o que nunca foi reconhecido oficialmente). Neste mesmo ano, Salazar criou a Legião Portuguesa e a Mocidade Portuguesa."

Ou seja, o Salazar era um coitado que apenas enviou cerca de 15 mil jovens portugueses para uma morte quase certa na guerra espanhola, para apoiar um ditador fascista e sanguinário. Isto quer-me dizer algo. Já a Legião Portuguesa e a Mocidade, apenas mostram a grande abertura deste senhor que a senhora professa.

Aliás, criar um exército zombie que apenas sabe dizer 'DEUS PÁTRIA E FAMÍLIA!' em tudo demonstra abertura de pensamento e liberdade de expressão. OH WAIT LOL!


"Com a crise económica e a agitação política da 1ª República (que se prolongou inclusive após o Golpe militar de 28 de Maio de 1926), a Ditadura Militar chamou o Dr.Salazar em Junho de 1926 para a pasta das finanças; passados treze dias renuncia ao cargo e retorna a Coimbra por não lhe haverem satisfeitas as condições que achava indispensáveis ao seu exercício."

Realmente, coitado do senhor, que vai para lá governar quase a contra-gosto, mas que duas semanas depois se mete na alheta por nao lhe pagarem o suficiente.

Justiça lhe seja feita, o homem conseguiu equilibrar a balança económica portuguesa.

A custo duma total isolação no panorama internacional quer político quer comercial. Se a senhora considera isso bom..pah, são gostos.

E finalmente, uma citação sua.

"Eu tinha um futuro com o Salazar, que com o 25 de Abril me foi roubado, com as riquezas das colónias e etc que os militares libertaram, etc etc (aqui parei de ouvir porque a bullshit dói-me nos ouvidos.)"

Ou seja, a senhora está triste por isso aparentemente lhe ter roubado o futuro. Gostava de ver o que a senhora achava do seu futuro quando fosse parar a Caxias, ao Linhó ou a Peniche por falar como fala de política. Ou melhor, a senhora valoriza assim tanto o seu futuro, e que se fodessem os quase 40 milhões de africanos que Portugal literalmente escravizava em Angola e Moçambique (para não falar do resto). Realmente, há cada pessoa!

E ainda para acabar, já que estou aqui,

"Com o Salazar o poder estava no Povo, os militares é que com o 25 de Abril o retiraram e colocaram nas mãos dos capitalistas, dos empresários!"

Poder no Povo implica eleições, que não existiram. E as que existiram, foram manipuladas e o principal opositor foi assassinado pela PIDE. O meu avô paterno passou dois anos em Peniche por ter votado em Humberto Coelho. Se o Poder no Povo de Salazar passava por perseguições, torturas e mortes, então, tragam-me o fascismo!

E, os militares passaram o poder verdadeiramente para o povo. Se o povo estivesse tão feliz com Salazar como estava, não tinha apoiado os militares. Foram apenas 3 unidades militares revoltosas em Lisboa, das 17 lá estacionadas. As outras 14 ou se renderam ou se juntaram. ISTO QUER-LHE DIZER ALGO?

Quanto ao poder para os capitalistas, isso não veio com o 25 de Abril. Isso veio com os 1980's em todo o mundo com a revolução laboral. Get your facts straight.

E agora, só para meter nojo, aqui fica a foto do inimigo do povo. (Para a senhora. Para o resto dos 99% portugueses simplórios como eu, foi um dos nossos maiores heróis.)

Já agora. Se no referendo o povo sempre quis a monarquia, porque é que o Partido Popular Monárquico, existente desde 1974, tem exactamente ZERO deputados em toda a assembleia da republica, e ZERO autarquias em Portugal? Isto para mim quer dizer algo, e para si, não?

Pessoas destas fazem-me perder a fé na humanidade.