quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Twilol

Pois é gente. Hoje venho falar de algo que assusta toda e qualquer pessoa decente.

Twilight. (O Crepúsculo).
Oh sim, isto vai ser bom.

A série do Crepúsculo foi escrita por Stephenie Meyer e conta com 4 volumes acerca dum vampiro de sexualidade duvidosa e uma rapariga semi-retardada. Foi escrita durante a secundária da autora, presumivelmente enquanto ela estava trancada no cacifo por ser uma nerd antisocial.

FACTOS
1-> Demasiadas pessoas levam estas merdas a sério.
2-> Se juntarmos os 4 livros, passa a ser o Bob o Construtor da Literatura. Giro, mas como objecto de gozo.
3-> Vão-se lixar.


Protagonistas
Os livros contam a história do vampiro Edward Cullen, descrito como um 'Adonis' todas as vezes que isso vem ao caso, e Bella Swan, uma rapariga "normal" (Hum...) que lê literatura "séria" (Hum <.<) como Wuthering Heights, só porque é inteligente (Ou acha.). E, ela também é muito mais avançada do que qualquer um dos estudantes na sua nova escola, mas isso é okay, porque ela é uma besta de todo o tamanho, já que toda a personagem literária tem de ter apenas e só uma falha.
Estilo
Epa, duvidoso. Muito duvidoso. Dei-me ao trabalho de coleccionar um excerto duma conversa entre Edward e o narrador, Bella.

"Tens fome?" - perguntou ele, distraído.
"Não." - disse eu. Não me apetecia dizer-lhe que tinha o estômago cheio. Cheio de nada.


Livro Um: O Crepúsculo

Apesar de ser uma besta, Bella é admirada por toda a gente, especialmente por Edward Cullen. No ínicio, Eddie só a queria comer, mas, de forma triste, descobre que a ama, e após uns dias, começam a sair. Após duas ou três semanas, Bella está a pedir para a transformar num vampiro, por causa de amor (!).

Isto não é explícito no livro, mas o Eddie tem um historial de entrar no quarto dela e vê-la dormir todas as noites desde que se conheceram. Já vi pessoas ser presas por menos.

E, o nosso Eddie pode ler a mente das pessoas - menos da Bella (Talvez porque não passa nada naquela cabeça?). Ao contrário do que muita gente pensa, isso tem pouco a nenhum impacto na história, tanto que eu vou acabar de escrever esta merda sem ter de mencionar isso outra vez.

Alguns dias depois de começarem a sair, Edward leva-a para o meio do mato e revela a verdadeira razão porque os vampiros não saem ao sol. Eles brilham. Isto é o ponto de viragem no que foi um livro mau. Bella espanta-se e derrete-se toda, e Eddie tira a sua camisa para mostrar todo o seu brilho, e depois deitam-se castamente na relva. O resto do livro é passado a falar de amor e dos abdominais do Edward. Porque aparentemente, beijar músculos rijos, frios e estatuários é sexy.

Mais tarde, Bella beija o Ed duma forma que ele quase "Perde o controlo", mas, felizmente, como o homem da casa, é o seu dever manter o raio da pita oxigenada quieta, portanto ele manda-a parar.

300 páginas deposis "Oh, tu também gostas de mim? Não pode, eu pensava que tu me odiavas!" - o enredo chega tarde, bebâdo e esmurrado num Renault 5 sem escape nem fundo. O enredo toma conta durante cerca de...6 páginas, e depois espeta-se numa árvore, é enviado para o hospital em coma e nunca mais o vês. Nunca mais no resto da série.

Livro 2 - Lua Nova

O livro dois começa com a Bella a ter uma fase acerca de chegar aos 18, porque tem medo que isso a torne numa velha pedófila, já que o Edward vai ficar sempre com 17 anos. O facto que um vampiro de 109 anos está sexualmente interessado numa rapariga 90 anos mais nova com problemas emocionais não interessa. O Edward alegra-a com uma cassete de música. Infelizmente, mais tarde, o Eddie muda de ideias, agarra na cassete e vai-se embora. Bella acaba perdida no meio do mato, e sendo mulher, perde-se e quase que morre.

Bella passa o resto do livro a chorar, a imaginar a voz do Edward e a tomar parte em actividades auto-destrutivas. Durante este tempo, ela torna-se amiga de Jacob Black, que é lobisomem mas acaba por ser melhor para ela que o Ed. Finalmente, ela reconquista a atenção do Edward depois de saltar dum penhasco e quase morrer. Edward, como a rapariga de 13 anos que é, pensa que Bella morreu e vai para a Itália cometer suicídio. Tenta fazer isso ao expôr-se ao sol ao meio-dia em Roma. Como a luz do sol acaba por não fazer mal aos vampiros desta série, penso que o Ed estava à espera que alguns macho-men italianos o vejam a brilhar e lhe dêem um filha da puta dum enxerto de lenha por ser gay.

Bella acaba por se juntar com a irmã do Edward, Alice, que é heterosexual e doida, mas acaba por ser melhor para ela que o Edward, para salvar o Eddie de ser emo. Após vários problemas que quase transformam isto num livro de Anne Rice, o Eddie volta a juntar-se com Bella.

Logo, este livro ensina 2 lições importantes às raparigas de todo o mundo:

1) Quando um gajo te deixa e diz que não te ama mais, ESTÁ A MENTIR. Tudo o que tens de fazer é chorar e destruir a tua vida para provar que o amas, que ele volta a correr.

2) É cool juntar tipos inocentes e decentes com paixões enormes por ti e depois largá-los à viva força quando o teu ex reaparece, e é normal se esse mesmo ex te proíbe de ver os teus amigos. Aliás, o teu amor pelo teu ex deve estar muito mais forte, porque te faz sentir 'viva' e 'perigosa', já que a qualquer momento te pode matar. E ver-te dormir. Não posso mencionar isso menos vezes.


Livro 3 - Eclipse

Este livro revolve acerca dum vilão do primeiro livro, que persegue a Bella. Mas isto é só o papel de parede para o verdadeiro enredo, que é acerca do Edward perseguir a Bella. O livro concentra-se na escolha que a Bella tem de fazer entre o Jacob Black e o Edward Cullen, dois mânfios altos, porreiros e devotos com habilidades sobrenaturais - o problema que todas as mulheres normais encontram.

A meio, a Stephenie Meyer apercebe-se que o Jacob é muito mais cool que o Eddie, e causa um rápido assassínio de personagem ao fazer o Jacob insultá-la. Bella dá-lhe um murro e foge, mas depois descobre que o ama, o que nos ensina mais duas lições:

1) Se uma rapariga não te ama, continua a assaltá-la sexualmente. Eventualmente ela vai aperceber-se que até gosta.

2) Lixar a vida a dois gajos durante anos porque 'gostas de ambos' é perfeitamente aceitável, desde que a uma certa altura te sintas minimamente mal.

Até descobrimos sobre personagens secundários, como Alice e Jacob, que são mais interessantes que Eddie ou Bella. Como:

1) A irmã do Eddie, Rosalie, que causou um massacre que parece o Kill Bill com vampiros. KILL BILL! COM VAMPIROS!

2) O irmão do Eddie, Jasper, que tem idade suficiente para ter lutado na Segunda Guerra Mundial, e que até combateu em guerras de ghetto de vampiros! GUERRA! GHETTO! VAMPIROS!

Infelizmente, só temos cerca de 5 páginas em cada um destes tipos. O que nos dá mais espaço para vermos a Bella e o Eddie a olhar um para o outro a citar poemas de Wuthering Heights, numa forma a que dou o nome de 'mascarar a estupidez do teu trabalho ao citar alguém que por acaso sabia escrever'

E, a Bella também pensa mais um pouco sobre vampiros.

"Era infantil, mas eu gostava da ideia que os seus lábios fossem a última coisa boa que eu sentiria. Mais embaraçada, algo que eu nunca diria alto, queria o seu veneno no meu sistema."

Ladies e Gentlemen, conheçam Bella Swan: 18 anos e já a pensar na morte, é o perfeito modelo para a vossa jovem filha adolescente. Após uma 'batalha final' hilariante, Bella e Edward decidem casar. O que leva ao final de outras 700 páginas sem sexo.


All in all. Vão masé jogar Super Mario.


1 comentário:

Jorge "JDaman" Ferreira disse...

Super Mario Sucks! Pac Man Rula! Waka Waka!!!

Fica Bem.