quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Para as senhoras

Boas.



Venho em época de Natal fazer um anúncio público. Este post não vai ser tanto acerca de politiquices mas sim de gajices.

Estamos em época de Natal, uma época romântica por excelência, onde muitos homens se despenham na friendzone, entre outros percalços. Aqui segue um depoimento de uma certa colega minha de revolução, Catarina Correia.

"Se tivesse um euro por cada gajo que me disse que uma rapariga lhe deu uma friendzone, lhe partiu o coração, ou qualquer uma das outras coisas do género, eu seria rica. Isto é para acabar tal paneleirice. Sim, apesar de seres mulher, continua a ser uma paneleirice, e pior, não és parte da solução e sim do problema.

A friendzone, porquê? No momento classifico os homens de quatro formas: Os com quem durmo, os com quem ainda não dormi, os amigos com quem não dormirei, e os atrasados de merda que me irritam. Notem que me falta a classificação de "Gajos amorosos e amigáveis mas com os quais não quero estragar a minha relação", que é a definição da friendzone.

Sentes-te sozinha e gostavas de ter um namorado? Estás simplesmente com vontade e não te apetece usar um vibrador, ou simplesmente queres ter alguém que te diga o quão bonita estás?

PARA. Estás lá. Vira-te, atrás de ti, tens a tua friendzone. A multidão de gajos que se dão contigo todos os dias. ESCOLHE UM. LIGA-LHE. Diz simplesmente "Hey , estava-me a sentir sozinha, e queria ver se querias vir aqui a casa e víamos um filme ou dávamos uma volta."

Como o gajo simpático que ele é (Toda a gente sabe que só os simpáticos é que param na friendzone) ele vai parar o que está a fazer, e vai a tua casa. Atende-lhe a porta com aquele teu top e saia justos e leva-o para o teu quarto. Fala com ele, deixa-o deitar o coração para fora, e beija-o. Parabéns, acabaste de arranjar um namorado dedicado e simpático.

E vocês que se acham feias? Vão ao google e procurem por 'ugly girls', e verão como não são assim tão feias como se querem fazer parecer. Agora, vão ao espelho. Vejam-se nuas. Vocês não são feias.

Vou ser honesta convosco - tenho 10kg a mais do que devia e sofro de instabilidade mental. Costumo roer as unhas. Visto-me à homem/maria-rapaz. No entanto, sempre que entro numa sala, as cabeças viram-se. Porquê, porque EU SEI que sou boa.

Costumo roer as unhas. Não me importo, por cada coisa má que tenha a dizer, consigo dizer cinco que adoro, tal como vocês, se se derem ao trabalho. Tenho um olho azul e outro verde. Tenho um cabelo castanho comum mas que me fica bem. Podia continuar nisto o dia todo - e vós também.

Finalmente, voltando à friendzone:
Porque é que vocês insistem em escolher um gajo, normalmente um que está comprometido ou de tal forma mais velho que nem olha para vocês, e ignoram os outros 3 biliões de gajos no planeta?
Como encontrar um que vos faça feliz?
PAREM DE PROCURAR.
Eles virão ter convosco. Sim, virão. O problema (Um dos?) com vocês é que escolhem um gajo para adorar e mandam abaixo todos os outros porque não são AQUELE.

Da próxima vez que um gajo falar convosco, olhem-no. É fisicamente aceitável? Sentir-se-iam envergonhadas por serem vistas com ele? Se ele passar nessas duas perguntas, ACEITEM.
Deixem-no levar-vos a jantar e tratar-vos como princesas. Se não vos aborrecer ou ofender, beijem-no, ou tenham alguma forma de contacto físico com ele, ele acabou de gastar 50++ euros na hipótese de ser minimamente aceitável por vocês.

Não têm de ir para a cama com ele, só se quiserem, mas não o façam sentir-se um idiota completo ao simplesmente chularem-no.

Façam isto, e verão como a vossa vida e relações interpessoais em geral melhorarão. Vocês é que são demasiado cabras para reparar."


E foi a diatribe copy-pastada de Catarina Correia. Se eu tivesse de pagar a colaboradores estava fodido.

E agora a revolução faz uma pausa para reorganizar até ao próximo sábado.

Fiquem bem, e lembrem-se: Pensem, não deixem que o façam por vocês. A maior parte do público deste blog, para o ano já pode votar, e é bom que se lembrem que com os 18 anos além da carta, da pinga e do tabaco também vêm responsabilidades.

Sem comentários: